Dragões sempre triunfam – Game of Thrones

 
A primeira temporada de Game of Thrones chegou nesse Terminou a uma conclusão de incendiar!  -com todo o direito a analogias- 

Nesse post irei fazer alguns comentários sobre o último episódio da temporada e abrir as discussões do que poderemos ver na próxima. Os trechos de algumas frases foram retirados da entrevista da TvGuide.com com Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen.

[Spoilers! Se ainda não viu o episódio 10 “Fire and Blood,” tenha vergonha! E ah! Não siga em frente!]

Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) pode ser uma legítima herdeira ao Trono de Ferro, mas ter este direito parecia uma possibilidade remota até o episódio de Domingo. Quando ela queimou o corpo de seu amado Khal Drogo (Jason Momoa), não foi meramente um ritual para conduzir os mortos à além vida, isso permitiu a Daenerys mostrar o seu verdadeiro e inexplorado potencial para o poder… e magia. Com aquela pira de fogo ela provou ser cruel com seus inimigos (até então, a má Mirri Maz Duur), e ter a capacidade de resistir magicamente ao fogo e trazer ao mundo três bebês dragões, animais que eram considerados extintos.
“A magia tem ficado como segundo plano no seriado até agora, mas com Dany é a parte de onde realmente ela entra em jogo,” disse Emilia Clarke. “Ela precisa seguir em frente para realizar o seu destino”. É isto aí, os Dothraki restantes são o seu povo agora por causa do que eles testemunharam. Se você terá um líder na trama no momento, à hora é agora porque ela trouxe essas incríveis criaturas de volta a vida. Há uma espécie de magia aí que você não pode encarar. Dragões sempre triunfam.”

Não foi fácil para Daenerys chegar a este ponto. Ela foi duramente testada quando a maegi Mirri Maz Duur (Mia Soteriou) a enganou, primeiramente por “reviver” Drogo para que ele viva numa forma catatônica, num estado vegetativo e simultaneamente, usando a magia de sangue para matar seu bebê. Daenerys tomou a responsabilidade para si mesma para acabar com a zombaria a honra de Drogo, mas ao fazê-lo, o perdeu para sempre.

“Foi desesperador. Não teve outra forma de descrever isso,” Clarke falou sobre a cena de misericórdia. “Foi um dos dias mais tristes filmá-lo”.  Eu estava numa montanha-russa emocional. Ela realmente é uma mulher completamente diferente depois da morte de Drogo. Para chegar a esse ponto emocionalmente foi difícil”.
Menos misericordiosa foi a decisão de Daenerys em matar Mirri Maz Duur, a bruxa Lhazareen que ela salvou de ser estrupada quando o khalasar de Drogo conquistou a cidade. Aparentemente a bruxa não nutre sentimentos benevolentes por Daenerys por aquela bondade.
“Mirri Maz Duur está convencida de que a vida que ela está vivendo no momento não vale a pena viver porque os Dothraki mataram todos de seu povo”, explica Clarke. “Então, no mesmo sentido, Dany não hesita em seguida em tirar sua vida no fogo porque claramente não significava nada para ela. E se não fosse por Mirri Maz Duur, então Drogo, seu Sol e Estrelas, ainda estaria por aí. Penso que é fundamentalmente quando Dany  coloca aquela pele mais grossa para proteger a si mesma e seu povo sendo realmente o líder que os Targaryen sempre foram”.

Daenerys se une a Drogo e a bruxa na pira funerária para finalmente mostrar que ela é uma vedadeira Targaryen, uma com sangue de dração correndo pelas suas veias. Ao contrário de seu fraco irmão, Viserys (Harry Lloyd), que morreu quando o ouro derretido foi derramado sobre ele, Dany é insensível as chamas.

“Eu ficava dizendo: ‘Estou pronta para me colocar ao fogo, ’ mas eles simplesmente não deixavam, eu tinha que sofrer pela arte”, brinca Clarke. “Uma vez eu cheguei muito perto do fogo mas eu tive que recuar bem rápido quando o vento mudou. Isso aconteceu ao longo de duas noites de filmagens. É seguro dizer que não era eu que estava no fogo mas eles tinham uma dublê adequada com a roupa lá dentro”.
Quando Dany emerge do fogo, assim como os três dragões que eclodiram dos ovos que ela havia recebido como presente de casamento. Ainda bebês, eles se agrupam em torno de sua mãe: Daenerys. “Basicamente eles foram criados por computação gráfica,” Clarke explica. “Eles fizeram um brinquedo para referenciar a criação dos dragões. Era um pelúcia verde neon e colocaram uma carinha e um rabinho pra mim. Eu tive que segurar um então eu saberia onde um dragão estaria e haviam pontos no meu corpo para eu ter noção de onde os outros estariam.”

Apesar da atriz não sentir falta das chamadas a 3 da madrugada, ela está ansiosa para retornar ao trabalho na 2ª temporada, que começa a produção em 25 de Julho para seu lançamento em 2012. A segunda temporada de Game of Thrones é baseada na Fúria dos Reis, o segundo livro de George R.R. Martin, da série As Crônicas de Gelo e Fogo da qual a série da HBO é baseada.

“Eu até que comemorei encerrar a primeira temporada começando a ler o livro 2 porque eu não queria estar a frente da minha personagem… E agora eu estou para começar o livro 3,” diz Clarke.

O que você gostou do final? O que achou do renascimento de Daenerys? E o novo status de Robb?  E Arry, digo Arya? Jon e os outros entrarão em guerra com os selvagens? E o velhinho que achei que ia dançar break dance? Será um Targaryen? Você empurrou Joffrey quantas vezes da passarela? Sabe de uma coisa? To torcendo pra Tyrion pegar esse trono! E ainda imagino Bran montando um desses três dragões HAHAHAHA! Acho que fui longe demais. Vou ler o 2º livro porque a ansiedade tá grande!
 
TB DO DOIS E MEIO

Sobre tioultimate

blog tipo 2 do titio ultimate
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s