O Tocha Humana Original e o Capitão Marvel! Um dos primeiros crossovers das Historias em Quadrinhos!

http://1.bp.blogspot.com/_eZXsIkvNRYM/TL9xiCEPZZI/AAAAAAAAAqg/-MpWDB32AEo/s1600/shazam_tocha_humana.JPG

E houve uma aventura…

Mais antiga do que o confronto entre o Homem-Aranha e Super-Homem sob os céus de Nova York…

Mais velha que o duelo entre força bruta e inteligência que ocorreu com o Batman e o Incrivel Hulk

Que aconteceu dezoito anos antes da aliança entre os X-Men e os Novos Titãs.

Essa aventura… por obra, arte, graça e um pouco de pilantragem de editores brasileiros de quadrinhos reuniu nas mesmas páginas de um gibi o Capitão Marvel (Shazam) e o Tocha Humana Original, em um dos primeiros crossovers intereditoriais das Histórias em Quadrinhos! Querem saber como isso aconteceu? Continuem lendo esse texto então, por favor…

Tanto o Capitão Marvel quanto o Tocha Humana Original deram o ar da graça no Brasil nos anos quarenta, respectivamente nas páginas das revistas O Gibi e o Globo Juvenil Mensal – ambas editadas por companhias do “saudosissimo” Roberto Marinho – e rapidamente eles angariaram uma boa quantidade de fãs entre o público brasileiro. Ora, em 1953 as histórias do Capitão Marvel deixaram de ser produzidas no States devido a um processo movido pela DC Comics moveu contra a Fawcett, alegando que discipulo do Mago Shazam era um plágio do Superman. O andróide flamejante da Timely Comics (antigo nome da Marvel) não teve sorte muito melhor, uma vez que sua editora lançava suas aventuras de forma um tanto quanto irregular durante essa mesma década. Mas – sempre há um “mas” – os editores brasileiros deram um jeitinho para os fãs brazucas não ficarem órfãos…

No caso do Capitão Marvel o público brasileiro não ficou privado das aventuras do Mortal Mais Poderoso da Terra, já a RGE – Rio Gráfica e Editora (empresa fundada em 1957 por Marinho para concentrar a publicação de quadrinhos) supriu a demanda dos fãs com constantes republicações de material antigo e eventuais histórias inéditas concebidas por artistas brasileiros até 1968. E graças a esse material nacional ocorreu um dos mais improváveis encontros da Historia das Historias em Quadrinhos.

A revista Almanaque do Globo Juvenil 1964 trouxe a aventura A Volta de um Grande Heroi, estrelada pelo Capitão Marvel. Nela, o discipulo do Mago Shazam enfrentou um vilão chamado Cobra e, após algumas escaramuças com o bandido o nosso heroi chegou no esconderijo secreto dele, e por lá ele encontrou vários prisioneiros. E por um daqueles acasos que só ocorrem nos gibis entre os cativos estava um enfraquecido, barbado e desprovido de poderes Tocha Humana, que vários antes havia sido capturado pelo Cobra!

Tá certo que os responsáveis pela aventura se esqueceram que o Tocha Humana Original era um andróide, e que formas de vida artificiais barbadas são algo um tanto quanto estranho, e tá certo que eles também se esqueceram de pedir permissão a Marvel Comics para o seu personagem, mas deixemos isso de lado… Após resgatar o Tocha do cativeiro o Capitão Marvel o levou para um hospital, e continuou no encalço do Cobra, que estava prestes a botar em ação um plano terrivelmente maligno: detonar na atmosfera terrestre um poderoso artefato chamado Hiperbomba Z, o que acarretaria em um aumento brutal da temperatura na Terra. Terrivel, hein? Enquanto Marvel corria contra o tempo para evitar a execução dos planos do Cobra o Tocha convalescia no hospital e, de repente – não mais que de repente – o flamejamente heroi recuperou os seus super-poderes e se juntou ao Mortal Mais Poderoso da Terra no embate contra o reptiliano vilão.

Aí, tudo correu conforme o esperado: juntos os dois herois derrotaram o Cobra e todos viveram felizes para sempre, certo? Para falar a verdade, não… Após derrota do Cobra o Tocha Humana se despediu do Capitão Marvel e iniciou uma busca pelo desaparecido Centelha, o seu parceiro juvenil nos anos quarenta.

Lindo tudo isso, não acham? Essa pequena pérola da Nona Arte foi desenhada por Rodriguez Zelis, e infelizmente não é sabido se foi ele ou outra pessoa que escreveu o roteiro… O que é sabido é que, muito antes dos fanboys americanos os leitores brasileiros testemunharam – ainda que de maneira extra-oficial – um dos primeiros crossovers entre personagens de peso de duas editoras de peso de todos os tempos! E tenho dito!

P.S.1.: Tomei conhecimento sobre esse crossover através do livro Quando Surgem os Super-Herois, do Roberto Guedes. Desde essa época fiquei muito a fim de escrever alguma coisa sobre ele, porém me faltavam imagens desse gibi, que só recentemente consegui obter. Dito isso, esse post é dedicado ao bom e velho Guedes, o maior especialista em Roy Thomas da América Latina!

P.S.2.: Recentemente a Panini Comics lançou a minisseria Tocha Humana, que mostra o retorno do androide flamejante dos anos quarenta. Para quem quiser saber mais sobre o personagem eu recomendo vivamente esse gibi!

Fontes:
Alter Ego MagazineQuando Surgem os Super-Herois
Guia dos Quadrinhos

Sobre tioultimate

blog tipo 2 do titio ultimate
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O Tocha Humana Original e o Capitão Marvel! Um dos primeiros crossovers das Historias em Quadrinhos!

  1. Maycon Bruno disse:

    esse artigo serve para afirmar que experiencia pra escrever artigos assim, muito bom mesmo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s